Atletismo

ATLETAS DO LUDENS NO UPHILL E TRI LONGO DE CASCAIS

12115566 1069704423054028 2781037747961808072 n

12115566 1069704423054028 2781037747961808072 nNão foi só no ciclismo (Grande Prémio da Madeira Liberty Seguros) e na orientação (Ori Move FX e Ori São Martinho) que os atletas do Ludens Clube de Machico estiveram em destaque no passado fim-de-semana.
Num domingo muito concorrido ao nível de eventos, os atletas do Ludens marcaram presença noutros dois eventos importantes, o Madeira Uphill 2000 em atletismo (meia-maratona entre o Funchal e o Pico do Areeiro) e o Triatlo Longo Internacional de Cascais, na distância half-ironman.
Na 1ª edição do Madeira Uphill 2000, Bruno Góis e Carlos Carichas (dois polivalentes atletas, do atletismo, trail e triatlo) alcançaram o 28º e 38º lugar absoluto da prova (9º e 6º do escalão, respectivamente), com os tempos finais de 2h24m54s e 2h30m53s. Já o V55 Dinarte Pereira viria a ser 79º da geral (4º do escalao), com 2h56m05s. Na prova mais curta, marcou presença Luísa Ramos, que alcançou o tempo final de 2h05m56s, na 6ª posição absoluta e 2º do escalão V55.
Já em Cascais, realizou-se também a edição de estreia do Triatlo Longo Internacional, na distância de 1900 metros de natação, 90 Km de ciclismo e 21 Km de corrida. Duarte Martins, triatleta do Ludens que nesta época já esteve em destaque nesta distância nas provas de Lisboa (onde foi vencedor da categoria top gun) e no Ocean Lava Madeira (onde foi 3º absoluto e 1º senior), apresentou-se na prova debilitado pela doença que já o havia afectado nos dias anteriores no Triatlo Olímpico do Funchal. Apesar de ter cumprido a natação dentro das expectativas, com 29’45” (T1 em 1’29”) e o ciclismo, com 4 subidas na serra da Malveira, também em nível razoável (2h45m10s), veio a ressentir-se do seu estado de saúde na corrida, que terminou com muitas dificuldades e depois de várias paragens, concluindo a prova com 5h36m12s, na 189ª posição absoluta.